Segunda etapa será realizada nos dias 29 e 30 de setembro nos bairros da Região Leste e demais localidades

A Secretaria de Saúde, através da Coordenadoria de Vigilância em Saúde Ambiental, vacinou mais de 7,3 mil animais na primeira etapa da Campanha de Vacinação Antirrábica na zona urbana. No sábado, dia 22, foram vacinados 3.878 e no domingo, dia 23, 3.491 cães e gatos. No mês passado, a campanha foi realizada na zona rural e imunizou mais de 4,5 mil animais, totalizando mais de 11 mil já vacinados. A segunda etapa será realizada no próximo fim de semana contemplando os bairros da Região Leste e demais localidades restantes.

No sábado, dia 29, a vacina será disponibilizada nos PSF’s do Piteiras, São Luis, Roselândia, Jardim Primavera e Vila Elmira; na Sirene Boa Sorte, na UBS São Judas Tadeu e na Escola Estadual Municipalizada Cajueiro. As doses também serão oferecidas por equipes volantes nos seguintes pontos móveis: Monte Cristo, Apóstolo Paulo, Loteamento Chinês (Piteiras) e Roselândia II.

No domingo, dia 30, será nos seguintes locais: Policlínica Nove de Abril e nos PSF’s do Paraíso de Baixo, Mangueira, Boa Vista II e Júlio Carujo (Boa Vista III). Também haverá pontos móveis: Paraíso de Cima, Assunção, Metalúrgico, Santa Inês, São Sebastião, Morada da granja e São Carlos.

De acordo com o coordenador de Vigilância em Saúde Ambiental, Antônio Marcos, devem ser vacinados cães e gatos a partir dos quatro meses de idade, com exceção das fêmeas prenhes ou que estejam amamentando. “A vacina é inteiramente gratuita e o material utilizado é de ótima qualidade fornecido pela Secretaria de Estado de Saúde, aplicada por profissionais treinados”, completou.

Ele explicou que a raiva é uma doença viral, quase sempre letal, que é transmitida por sangue ou saliva de animais contaminados, normalmente através de mordida de cães e gatos. “Por esses motivos, é de grande importância que os proprietários desses animais domésticos os protejam através da vacina”, alertou, salientando que a contenção do animal é de responsabilidade do dono.

Os moradores das áreas rurais e distritos que não conseguiram imunizar os animais ou não foram contemplados com a visita dos veterinários da Vigilância em Saúde Ambiental podem vacinar os animais nessa segunda etapa ou buscarem a vacina na Coordenadoria de Vigilância em Saúde Ambiental situada à Rua Getúlio Borges Rodrigues, 210, no bairro Boa Sorte, de segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas.

Deixe uma resposta