O médico espanhol também é acusado de abusar de 18 adultos

A promotoria de Estocolmo, na Suécia, anunciou nesta quarta-feira (12) que o médico espanhol acusado de agressões sexuais e estupros de 52 crianças entre 2 e 12 anos durante o exercício de suas funções, será julgado.

O homem de 29 anos também é acusado de abusar de 18 adultos e de possuir material de pornografia infantil.

Segundo a acusação consultada pela AFP, os eventos teriam ocorrido entre 2015 e 2017 em vários centros médicos na Suécia e também através de um serviço de consulta na internet.

O médico convencia os pais das crianças a deixá-lo examinar seus órgãos genitais. Nas consultas remotas, pedia que eles mesmos fizessem isso. Em muitos casos, ele gravou as cenas.

A princípio, o acusado pode ser condenado a até 14 anos de prisão.

Fonte: G1

Deixe uma resposta