Donald Trump acusa os russos de terem violado o acordo

No último sábado (20), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump disse que Moscou violou o tratado de armas nucleares de médio e curto alcance, que o país assinou em 1987 com a Rússia, e por isso ele irá encerrar o acordo.

“A Rússia violou o acordo. Esteve violando-o durante muitos anos e não sei por que o presidente Obama não negociou nem se retirou dele”, declarou Trump.

“Não vamos deixar que eles violem um acordo nuclear e façam armas e não nos permita fazê-las. Nós temos nos mantido no acordo e respeitamos o acordo, mas infelizmente, a Rússia não o respeitou, por isso que vamos rescindi-lo, vamos retirá-lo”, disse John Bolton, assessor de segurança nacional de Donald Trump, que pressionou o presidente a encerrar o acordo.

Tal medida seria uma ruptura brusca com a política de controle de armas nucleares dos EUA. Ao ser consultado para esclarecer suas intenções, o presidente americano disse que os EUA “terão que desenvolver essas armas”.

“A menos que a Rússia venha até nós e a China venha até nós e todos venham e nos digam: ‘Sejamos inteligentes e não desenvolvamos essas armas'”, continuou Trump.

Sobre o tratado

No dia 8 de dezembro de 1987, o então presidente soviético, Mikhail Gorbachov, e o americano, Ronald Reagan, assinaram em Washington o tratado de eliminação de mísseis nucleares de médio e curto alcance.

Foi o primeiro acordo para reduzir os arsenais nucleares, que levou à eliminação em 1991 de todos os mísseis balísticos e de cruzeiro de médio e curto alcance de ambas as potências, um passo essencial para pôr fim às tensões da Guerra Fria.

 

Compartilhe essa notícia!

Deixe uma resposta