“Visitando a Preguiça” reuniu alunos e professores da Escola Municipal Independência e Luz.

“Shh! Vai acordar as Preguiças”, dizia uma professora. O sinal com dedo, que normalmente serve para pedir silêncio, era visível entre as crianças conforme se aproximavam da árvore onde repousava um dos mamíferos. Durante a tarde desta quinta-feira (12) o projeto de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, “Visitando a Preguiça”, convidou alunos de 1º ano das séries iniciais e professores da Escola Municipal Independência e Luz ao Parque Centenário em Barra Mansa. A visita busca promover a aprendizagem e consciência ambiental, além de apontar a importância cultural da conservação e preservação.

O Secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Carlos Roberto de Carvalho, o Beleza, explica a importância do envolvimento das crianças na preservação ambiental. “Cada aluno que trazemos é um multiplicador, porque através do conhecimento obtido aqui pode envolver os adultos e a família”, comenta.

Ansiosas desde a chegada ao parque para conhecer as preguiças, as crianças andavam com as cabeças erguidas e os olhares atentos às copas das árvores. Pendurada próxima ao portão que dá acesso ao Palácio Barão de Guapy, a primeira Preguiça encontrada, nem um pouco surpresa com a atenção que recebia, exibia a calma que associamos a sua espécie conforme percorria os galhos a fim de se deixar mais percebida. Ao todo quatro Bichos-preguiça deram as caras.

O Parque Centenário, ou Jardim das Preguiças, como foi reconhecido pelos alunos, é um espaço de preservação que abriga cerca de 20 Bichos-Preguiça. Impressionados com os animais, os alunos tiraram dúvidas sobre as características e hábitos da Preguiça. “Eu não sabia que era um animal herbívoro”, conta o pequeno Gabriel de 5 anos.

Uma das profissionais que acompanhavam os alunos, a professora Valéria Santana explica a riqueza que este tipo de atividade fora de sala leva aos alunos. “Tudo o que absorvemos aqui, aproveitamos durante a aula produzindo histórias e outras formas de aprendizado”, conta.

Ainda segundo o secretário Beleza, as escolas, públicas ou privadas, que quiserem participar do projeto devem entrar em contato com a Educação Ambiental através da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável pelo contato (24) 2106-3406 ou (24) 2106-3408.

Deixe uma resposta