Joselito Magalhães apresentou proposta para melhorar o turismo na Região Sul Fluminense

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Volta Redonda, Joselito Magalhães, participou nesta quinta-feira, dia 29, de mais um encontro do Fórum Regional de Desenvolvimento Econômico do Sul Fluminense, realizado desta vez no Parque Municipal de Saudade, em Barra Mansa. Na ocasião, Joselito apresentou uma proposta de discussão sobre o turismo regional.

“Nossa região tem um potencial turístico muito grande e Volta Redonda é a maior cidade emissora de turistas da região. É importante a integração das cidades, no sentido de fazer uma ampla divulgação dessas potencialidades turísticas, para a gente concentrar na nossa região todo o consumo dessa área”, explica o secretário.

Com a presença de secretários de desenvolvimento de outros municípios, do prefeito de Barra Mansa, Rodrigo Drable e da vice-prefeita, Fátima Lima, o evento teve a importância da valorização da economia da região e da integração entre os municípios ressaltados pelos integrantes do fórum. Também foram feitos pedidos de apoio do Governo do Estado, no sentido de atrair parceiros para o desenvolvimento econômico da Região Sul Fluminense. Um dos eventos citados para obter parcerias foi a Flumisul (Feira de Negócios do Sul Fluminense), que será realizada em agosto no município de Barra Mansa.

“Eu acho tão importante esse tipo de evento, que devia ser levado para outras regiões do estado. É a única maneira que se tem para enfrentar esse momento que estamos passando, todo mundo trabalhando em conjunto. E isso, só por meio de reuniões e fóruns é que a gente consegue realizar”, concluiu o superintendente de Projetos Especiais da secretaria estadual da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, Augusto Cardoso, que estava representando a subsecretária estadual de Comércio e Serviços, Dulce Ângela Procópio, e apresentou aos secretários o programa Compra Rio, que, segundo ele, “facilita o ambiente de negócios para os empresários do Estado do Rio de Janeiro”.

Deixe uma resposta