Objetivo do encontro foi solicitar melhor atendimento e recepção aos advogados.

Integrantes da Ordem dos Advogados de Barra Mansa e de Volta Redonda fizeram uma visita nesta terça-feira, dia 2, na Cadeia Pública Franz de Castro Holzwarth, a Casa de Custódia de Volta Redonda. O objetivo do encontro foi alinhar melhorias no atendimento e na recepção aos advogados.
O presidente da OAB de Barra Mansa, Noé Garcêz, informou que recebeu uma reclamação, onde constava a reivindicação de maior atenção no atendimento e na recepção aos advogados. “Recebemos o registro de reclamação de um advogado que teria permanecido nas dependências externas da Casa de Custódia por mais de duas horas aguardando atendimento”, revelou.
Representando a OAB de Volta Redonda, o presidente da Comissão de Prerrogativas, Bruno de Oliveira, reforçou o pedido de melhorias aos advogados. “Estamos reivindicando o retorno do antigo modelo de atendimento, já que atualmente os advogados ficam expostos junto às famílias dos detentos, podendo passar por situações de risco”, enfatizou.
Os presentes aproveitaram a visita para conhecer as dependências da Casa de Custódia, onde fiscalizaram a cozinha, o parlatório da defensoria pública, o parlatório dos advogados e a biblioteca, onde fizeram relatos de melhorias.
O vice-diretor da Cadeia Pública Franz de Castro Holzwarth, Freitas, informou que a Casa de Custódia tomará as medidas cabíveis para a melhoria no atendimento e na estrutura do local. “Estamos passando por uma nova logística no atendimento, em razão da diminuição no quadro funcional ocasionado pelo remanejamento de guardas para a recém inaugurada Cadeia Pública de Resende. A medida de atendimento aos advogados no portão externo é experimental”, revelou, acrescentando outros projetos que devem ser mantidos ou implantados na localidade.
– Estamos restabelecendo o projeto de ensino educação, inclusive com aulas de informática. Também realizamos campanha de prevenção as doenças sexualmente transmissíveis e contamos com o atendimento de médicos, dentistas e enfermeiros – revelou.

Durante o encontro, também ficou decidido o estudo da criação de uma comissão mista, entre as cidades de Barra Mansa, Volta Redonda e Resende com o intuito de tratar assuntos carcerários. Também participaram do encontro a presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB de Barra Mansa, Dulcinéa Peixoto, o presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB de Volta Redonda, Edson Lana, além de membros das comissões.

Deixe uma resposta