Vídeo foi visto por mais de dois milhões de pessoas, em 24 horas, e motivou protesto na cidade e nas redes sociais

Dayse Penna, a secretária de políticas públicas para mulheres de Volta Redonda, se chocou ao ver o relato de Danila Areal, que acusa o ex marido de agressão. Danila publicou na noite desta segunda-feira, dia 29, um vídeo sobre a agressão que sofreu do marido e em menos de 24 horas o vídeo teve mais de dois milhões de visualizações e mais de 112 mil compartilhamentos.

“A amiga da vítima entrou em contato comigo via Facebook. Em seguida, falei com ela por telefone. Fiz o primeiro acolhimento, perguntei a Danila se ela conhecia os serviços da secretaria. Ela respondeu que não. Então ofereci a ajuda e me coloquei a disposição para qualquer emergência. Alinhei também o atendimento com a equipe técnica na Casa da Mulher para realizar o primeiro atendimento”, contou Dayse.

O vídeo de 12 minutos relata todo o sofrimento, angústia e seu pedido de ajuda. Além de deixar nítido os hematomas no olho, pescoço e no braço, a vítima fala do medo da morte. “Eu não sabia dos serviços prestados pela secretaria. O contato foi feito através da minha amiga. A Dayse me ligou, me ofereceu ajuda e eu aceitei. Fui muito bem acolhida, todos se prontificaram a me atender. Quero que todas as mulheres que estão passando por algo parecido saibam que não estão sozinhas. Não estou mais com medo. Agora estou me sentido protegida”, disse Danila.

Segundo Danila, se expor pela rede social foi a única saída para se manter viva, visto que ela sentia muito medo de morrer. Ela conta que as agressões começaram logo nos primeiros meses do relacionamento. “Sempre fui muito vaidosa e me expor dessa forma foi o único jeito de pedir ajudar. Eu só queria que alguém pudesse me ajudar, tinha medo de morrer. Esse tipo de violência acontece todos os dias. Ele é pai da minha filha de 11 meses, ficamos juntos por oito anos. Eu achava que estava sozinha, todo esse tempo e agora vejo que não estou sozinha. As mulheres precisam denunciar”, afirmou.

Para a secretária, a atuação da Casa da Mulher nesses casos é de extrema relevância. Um atendimento especializado e o acompanhamento do caso proporcionam que os direitos das vítimas sejam respeitados. “A Casa da Mulher é serviço de excelência, que é mantido pelo município. Estamos de portas abertas para receber as mulheres de Volta Redonda. Todos os dias, há mulheres agredidas e que sofrem com violência física e psicológica. Temos serviços de qualidade para atender essa mulher, além da Patrulha Maria da Penha e da Casa Abrigo”, contou Dayse.

Segue abaixo os links dos vídeos

Link do vídeo feito pela secretária de Políticas Públicas para Mulheres: https://www.facebook.com/PrefeituraVR/videos/1343477035772287/

Link do vídeo da vítima, postado no Facebook: https://www.facebook.com/danila.areal/videos/1931104367132227/?autoplay_reason=ugc_default_allowed&video_container_type=4&video_creator_product_type=0&app_id=350685531728&live_video_guests=0

Fonte: Ascom VR

Deixe uma resposta