CRAS de Volta Redonda encerra primeira temporada de cursos de 2017

Foram três meses de dedicação ao curso de EVA, no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) Mariana Torres.  Por isso, Clarice Bonfim Reis, está empolgada com o que vem após o recebimento do diploma. “Estou muito feliz. Eu fiquei viúva recentemente e estava muito sozinha. Aqui eu conheci pessoas novas, fiz amizade e ainda aprendi uma atividade que nunca tinha me passado pela cabeça em trabalhar. Sinceramente, mudou minha vida”, afirmou, ressaltando que já está vendendo artesanato para a vizinhança. “Além de preencher meu tempo com um artesanato lindo, já estou vendendo alguns itens na minha rua”, complementou.

 

Na oficina de EVA, coordenada pelo CIP (Centro de Inclusão Produtiva), as alunas aprenderam a fazer bonecas, formiguinhas, ímãs de geladeira e outros itens. Ao todo, são 17 instrutores e 67 oficinas. Além do EVA os CRAS oferecem aulas de ornamentação com bolas, pintura em tecido, garçom, reciclagem, feltro, cabeleireiro, serigrafia, boneca, manicure, culinária, barbeiro, MDF, vidros e bordados.

 

Além do CRAS Mariana Torres, várias outras unidades estão realizando suas formaturas. Ao todo, 1,1 mil alunos estão se formando nesta temporada de oficinas. O vice-prefeito e secretário municipal de Ação Comunitária, Maycon Abrantes, falou da importância dos cursos para desenvolver novas habilidades e possibilidades de formação de renda extra aos atendidos pelos CRAS. “Muitos me disseram que pretendem se matricular de novo, em outras oficinas. O que é ótimo, pois estamos num momento difícil e quanto mais conhecimento adquirirmos é melhor para todos”, disse.

 

Criadas com fins de geração de renda para o público prioritário dos CRAS, as oficinas são gratuitas e já estão com inscrições abertas para as próximas aulas, que começam dia 19 de junho (as do CIP começam dia 20) e terminam em setembro.

 

Deixe uma resposta