Encontro com lojistas, secretários municipais e representantes de autarquias serviu para avaliar os impactos da primeira semana de faixa seletiva para ônibus na via

 

O vice-prefeito de Volta Redonda, Maycon Abrantes, representou o prefeito Samuca Silva em uma reunião na manhã desta quinta-feira, dia 23, com comerciantes da Avenida Amaral Peixoto. Também participaram, secretários e representantes de autarquias municipais. Esse foi o segundo encontro com os lojistas e serviu para avaliar os impactos da implantação da faixa seletiva para ônibus na Avenida Amaral Peixoto, que está sendo realizada gradativamente. A intervenção também faz parte da implantação do projeto Tarifa Comercial Zero, que visa a criação de uma linha de ônibus que percorrerá os principais centros comercias da cidade, gratuitamente.

 

“Estamos atendendo os empresários e mostrando a eles a necessidade de repensarmos as vias públicas para facilitar o transporte coletivo e, cada vez mais, deixar o veículo de passeio em casa. É isso que a gente precisa: dialogar, conversar com a população e ver os problemas, resolvendo e discutindo para melhorar a nossa cidade”, afirmou Maycon Abrantes.

 

Também presente na reunião, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Volta Redonda, Joselito Magalhães, reforçou a importância do encontro com os empresários para sentir a percepção deles em relação às primeiras mudanças e para verificar correções necessárias antes da próxima etapa. “A nossa ideia é que o projeto Tarifa Comercial Zero já esteja funcionando até meados de abril”, explicou Joselito, acrescentando que serão marcados novos encontros. “O intuito é fortalecer o comércio. A gente precisa que eles percebam o melhor acesso dos consumidores aos pontos comerciais e a gente vai acompanhando e corrigindo alguns pontos se for necessário”, salientou.

 

O comerciante Edson Tavitu aprova a iniciativa. “Gostei da ação, pois teoricamente, vai ter mais gente no comércio. Já fizemos um levantamento e sabemos que 90% dos nossos clientes vêm consumir de ônibus. O que acontece, atualmente, é que sem o estacionamento rotativo, muito comerciante estaciona o carro na rua e fica o dia inteiro. Aí não sobra vaga para o cliente e dificulta a circulação dos ônibus”, disse.

 

Com maior fluidez dos ônibus, haverá uma maior quantidade de pessoas o que é bom para o comercio. Os reflexos da intervenção também já foram sentidos pela população que percorre a Avenida Amaral Peixoto. A usuária de transporte coletivo Maria Aparecida do Prado elogiou a implantação da faixa seletiva. “Tudo que é novo gera uma expectativa, seja ruim ou boa. Conversei com uma senhora em frente a uma drogaria na Amaral Peixoto e ela concordou comigo. A mudança é muito importante, porque a perspectiva de uma tarifa comercial zero, é ótima para a população”, contou.

 

Além da faixa seletiva para ônibus, uma equipe da Superintendência de Serviços Rodoviários (Suser) de Volta Redonda também explicou, durante a reunião na prefeitura, que o Tarifa Comercial Zero faz parte das ações que envolvem o Plano de Mobilidade Urbana de Volta Redonda. A revisão do plano está em andamento, incluindo a sociedade civil e grupos de interesse. Dentre os procedimentos que constam no plano estão inclusos: uma nova sistemática de estacionamento rotativo; criação de ciclovias e de ciclo-faixas integradas ao sistema de transportes, em atendimento à Política Nacional de Mobilidade Urbana e à legislação municipal.

 

Encontro também debateu os ambulantes na avenida

 

A presença de ambulantes na Avenida Amaral Peixoto também foi tema do encontro. Segundo o vice-prefeito Maycon Abrantes, esse comércio é uma realidade em Volta Redonda, e a prefeitura está realizando um cadastramento de todos os ambulantes no Banco da Cidadania, para legalizá-los.

Deixe uma resposta