Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres de Volta Redonda realiza segunda atividade voltada para o projeto Movimento Mulher

Dando continuidade ao projeto ‘Movimento Mulher’, e em menção ao Dia Internacional da Mulher, a secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres de Volta Redonda realizou nesta terça-feira, dia 07, no CRAS Professor Otoni Cândido, no Monte Castelo, a segunda atividade do projeto. O principal objetivo é criar uma rede de relacionamento entre as mulheres da cidade. Durante o evento, a chefe de gabinete da secretaria, Renata Lopes, apresentou para cerca de 30 mulheres, as políticas já planejadas para o projeto, que vai contar com 12 ações durante o mês de março.

Segundo Renata, o projeto vai proporcionar as mulheres de Volta Redonda, a oportunidade de desenvolver suas habilidades. “Por meio de uma parceria com o Sebrae, que irá oferecer um curso de empreendedorismo, visando a capacitação, para que elas possam ser donas de suas próprias histórias, vamos dar ainda mais oportunidades a essas mulheres”, explicou.

O projeto ‘Cartas’, também foi divulgado e as mulheres que estiveram no evento foram convidada a contar sua história e motivar outras a contarem.  “Nós queremos conhecer a história de cada mulher da nossa cidade, para dar voz a todas. Essas cartas serão documentadas e entregues ao prefeito Samuca Silva”, garantiu Renata.

O grande desafio da secretaria é alcançar 14 mil cartas, meta estabelecida pela secretária da pasta, Dayse Penna. “Nossa intenção é alcançar as 14 mil cartas, o que simboliza 10% da população feminina da cidade. Se cada mulher que participar dos encontros escrever uma carta e motivar suas amigas e vizinhas a contarem sua história iremos, alcançar a meta. Vamos produzir uma exposição, onde essas histórias documentadas se tornarão exemplos para outras mulheres também contarem suas histórias”, disse a secretária.

Duas mulheres assistidas pelo CRAS, já compartilharam um pouco de suas histórias de vida. A aposentada, Maria Helena Colina, de 61 anos, disse que se sente muito feliz em ser uma das primeiras a participar do projeto. “Com certeza vou incentivar minhas amigas para que escrevam também. É um projeto muito legal”, contribuiu.

A dona de casa, Maria Natal Menezes, de 72 anos, declarou que escreveu a carta como forma de desabafo e disse que tem muitas amigas que precisam participar para poderem desabafar, como ela fez. Além de escrever a carta, Maria disse que saber dos diretos das mulheres foi muito importante. “Mesmo que eu não passe por problemas, como os que foram apresentados aqui, é bom saber que temos direitos e existem pessoas que olham por nós”, contou Maria.

A secretária, Dayse Penna, ressaltou que a secretaria vai desenvolver, ao longo dos quatro anos, o programa ‘Movimento Mulher’, que tem vários projetos que vão compondo o que a gente considera muito importante, para poder fazer o empoderamento, engajamento e fortalecimento feminino. “O nosso desejo é mostrar o poder de cada mulher, primeiro para elas e depois para a sociedade, afirmando que ela tem o direito de ser ela”, concluiu.

O próximo encontro já esta marcado para a próxima quinta-feira, dia 09, às 13h30, na Escola Municipal Wladir de Souza Telles, na Rua 35-A, bairro Vila Rica, Volta Redonda.

Por Rosa Basilio, com fotos de Yuri Melo / Ascom VR

(24) 3339-9061

Deixe uma resposta