Depois de reunir a direção das unidades escolares, psicólogos e assistentes sociais das rede pública municipal, o Nasf (Núcleo de Apoio à Saúde da Família), está realizando uma série de atividades junto às USFs e escolas, em alusão ao Setembro Amarelo. A iniciativa integra o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, celebrado em 10 de setembro.

Na próxima quarta-feira (12), será realizada Roda de Conversa na Unidade de Saúde do bairro Bocainha. Na sexta-feira (14), será a vez da Clínica da Família da Vista Alegre receber a palestra sobre o suicídio infanto-juvenil.  A Unidade Saúde da Família da Vila Elmira também abordará a questão da prevenção ao suicídio no dia 18, enquanto alunos da Escola Estadual Boa Vista, na Região Leste, participarão da palestra ‘Suicídio e Ambiente Escolar’, no dia 27.

O coordenador do Nasf (Núcleo de Apoio à Saúde da Família), Wesley Abel Mariano, disse que as atividades visam mobilizar equipes da área da saúde e da educação para um olhar mais atento sobre a situação, em decorrência do crescente número de casos no país, algo em torno de 30 ocorrências por dia. “Também queremos levar informações aos pais e alunos acerca das causas do suicídio, que já é considerado a quarta maior causa de morte no país”.

Ele também chamou a atenção sobre a banalização dos sinais emitidos pela vítima. “As pessoas que chegam a verbalizar a vontade de tirar a própria vida estão a um passo da consumação do fato. Por isto, é preciso estar atento. Alguns problemas de saúde podem levar ao suicídio, como a ansiedade, depressão, esquizofrenia e transtorno bipolar. O uso de álcool e outras drogas é outro fator desencadeador desse processo. Mas isso não quer dizer que quem tem transtorno vai se matar. Essa é uma condição necessária para o suicídio, mas não suficiente. Além desse quadro, algumas pessoas somatizam os efeitos negativos adquiridos ao longo da vida, como situações de violência e abandono. Daí a importância de envolver os profissionais das 49 Unidades de Saúde e as 67 Unidades Escolares”, concluiu.

Deixe uma resposta