Autarquia promoveu encontro para apresentar os benefícios da nova Coleta Seletiva a membros da ACIAP e CDL

O Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Barra Mansa) através da CRS (Coordenadoria de Resíduos Sólidos) se reuniu na última segunda, dia 19, com a ACIAP (Associação Comercial Industrial e Agro Pastoril de Barra Mansa) e no dia 8 de fevereiro com a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas de Barra Mansa) com o intuito de divulgar aos representantes do comércio sobre como será realizada a Coleta Seletiva e os benefícios do projeto.

O responsável pelo programa, Sérgio Antônio da Silva, avaliou os encontros como positivos para o futuro da Coleta. “A aceitabilidade é enorme e a vontade de ajudar de ambas as entidades também, nós ficamos felizes com a forma com que se colocaram à disposição para o auxílio na Coleta e aprovaram o projeto”, afirmou.

Para finalizar o responsável pelo Programa de Coleta Seletiva pontuou sobre o projeto. “A coleta seletiva é para o cidadão um serviço a mais, não é uma opção para nós geradores, ela é um serviço a mais que estamos ganhando da prefeitura. Nós temos que fazer a nossa parte, separar o lixo, diminuindo assim a poluição no meio ambiente. Na coleta seletiva, o resíduo gera renda e para a população a oportunidade de melhorar o meio ambiente”, completou Sérgio Antônio da Silva.

A Coleta Seletiva tem como principais vertentes implantar o recolhimento para os grandes geradores, escolas, prédios e empresas. A CRS tem realizado um trabalho de sensibilização com moradores e empresários para que a separação dos resíduos seja feita da forma correta.

FORMAS DE SEPARAÇÃO DO LIXO – O lixo deve ser separado de duas formas: Lixo Comum ou Orgânico que inclui casca de fruta, legumes, restos de comida, papéis sujos e higiênicos, entre outros. E Lixo Seco que compreende materiais como papel, plástico, vidro, metal, papelão, óleo de cozinha e eletroeletrônicos.

Lembrando que o óleo nunca deverá ser colocado em embalagens de vidro, pois assim haverá o risco de acidentes com cortes e contaminação dos materiais com o derramamento do óleo. Os eletroeletrônicos se forem pequenos, podem ser colocados na mesma sacola ou embalagem dos recicláveis. No caso de equipamentos maiores, podem ser colocados na calçada no dia da coleta seletiva.

Todos os recicláveis (plástico, papel, vidro, metais, embalagens em geral) podem ser colocados todos juntos em uma única sacola, pois os catadores fazem a separação de cada tipo de material na Cooperativa. A CRS informa que ainda não há pontos de coleta de recicláveis. Somente os bairros/locais com coleta seletiva implantada.

O acondicionamento dos resíduos deverá sempre que possível, apresentar os materiais recicláveis limpos para a coleta. Vidros quebrados deverão ser destinados à coleta comum devidamente embalado em material rígido para evitar acidentes com os garis. Madeiras, móveis, pneus e galhos não podem ser descartados na coleta seletiva e nem na coleta comum. Pilhas, baterias e lâmpadas devem obedecer à logística reversa que nada mais é do que o produto fazer o caminho de volta até o fabricante na hora de ser descartado por quem comprou. Conforme a lei 12.305/2010, nunca misture lixo orgânico e rejeitos com o material reciclável.

Deixe uma resposta