Competição está de volta após três anos e contará com a participação de mais de 200 alunos de diversas instituições de ensino especial da região

No próximo sábado (15), as Olimpíadas Especiais de Barra Mansa (Olimpes) estão de volta após três anos sem a competição. Numa parceria entre a prefeitura, através das secretarias de Juventude, Esporte e Lazer e de Educação, o UBM (Centro Universitário de Barra Mansa) e a APAD (Associação de Pais e Amigos dos Deficientes), os jogos voltam a acontecer no Complexo Esportivo do Campus Barra Mansa do UBM, de 8 às 15h.

O evento é aberto ao público e contará com a participação de instituições como o CEMAE (Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado), Associação Pestalozzi de Resende e as APAE’s (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Barra Mansa, Pinheiral, Volta Redonda e Quatis. Serão mais de 200 atletas disputando modalidades como atletismo, caminhada de 25m, corrida de 50m, salto em distância sem corrida, salto em distância com corrida, arremesso, zig zag livre, chute a gol, natação e provas coletivas como voleibol especial, futsal e cabo de guerra. Os jogadores serão acompanhados por 60 profissionais e 100 alunos do curso de Educação Física do UBM.

A secretária de Juventude, Esporte e Lazer, Rose Vilela, destacou que o objetivo da Olimpes é desenvolver um intercâmbio desportivo e social entre os atletas, professores e demais envolvidos na promoção de atividades adaptadas. “Além de promover essa interação entre os alunos de várias instituições de apoio aos deficientes, a Olimpes exalta a prática de esportes como um dos instrumentos de formação integral do indivíduo. Nós ficamos três anos sem a competição e, oito anos sem os Jogos Escolares, por isso é importante resgatar essa cultura e incentivo ao esporte por todas as pessoas, independentes da limitação”, afirmou.

Para a coordenadora municipal de Educação Especial e diretora do CEMAE, Sônia Coutinho, a prática esportiva é uma excelente demonstração de que a pessoa com deficiência é capaz de grandes feitos, superando, inclusive, pessoas sem limitações físicas aparentes. “Nossa intenção é que os alunos especiais se sintam aptos a realizarem atividades esportivas adaptadas, e que a competição incentive a formação de novos atletas”, ressaltou.

O diretor de Extensão e Educação Continuada do UBM, Luis Fernando Vitorino, explicou que a ideia da Olimpes surgiu a 18 anos de um desejo da própria comunidade que trabalhava com a educação especial. Após três anos, o evento volta com a participação das instituições que participaram da primeira edição. “Para o UBM é um grande honra sediar e ser o fundador dessa competição. Estamos reiniciando o evento de uma forma modesta, mas com a participação de mais de 200 alunos, com a certeza de que o ganho com cidadania e melhoria da qualidade de vida é um dos grandes objetivos alcançados. Toda a instituição está integrada, desde os funcionários até os estudantes dos cursos de Educação Física, Nutrição e Fisioterapia”, finalizou.

JEBAM

O JEBAM (Jogos Escolares de Barra Mansa) acontece de 20 de setembro a 27 de outubro. A competição conta com a participação de escolas municipais, estaduais e particulares com mais de três mil alunos em 19 modalidades: Atletismo, natação, futsal, futebol, basquetebol, voleibol, handebol, badminton, tênis de campo e de mesa, ginástica artística, xadrez, vôlei de praia, judô, karatê, taekwondo, queimada, cabo de guerra e câmbio. Uma das novidades é a inclusão dos estudantes na Corrida Rústica de São Francisco de Assis, no bairro Vila Ursulino, prevista para acontecer no dia 30 de setembro.

Deixe uma resposta