Em depoimento a Polícia Civil, o jovem que matou e enterrou uma colega de trabalho em Barra do Piraí, confessou que também abusou sexualmente da vítima. Ele assumiu o crime depois que foi preso nesta quarta-feira (11) no distrito de Passa Três, em Rio Claro, cidade vizinha.

Segundo Wellington Vieira, titular da 88ª Delegacia de Polícia, o jovem também informou que cometeu o crime no sábado (7), porque a vítima não queria manter o namoro com ele. O laudo pericial deve ficar pronto na próxima semana.

O delegado também ressaltou que outras mulheres possam ter sido vítimas do suspeito. “Importante agora é que outras pessoas que tenham sido assediadas por ele, apareçam na delegacia de Barra do Piraí para prestar depoimento”, afirmou.

Segundo os agentes, o rapaz é funcionário da fazenda onde Joice da Silva Caldeiras, de 22 anos, trabalhava, no distrito de Vargem Alegre. Na segunda (9), o homem fingiu encontrar o corpo dela e chegou a prestar depoimento na delegacia, mas foi liberado.

Joice estava desaparecida há três dias e foi encontrada com o pescoço quebrado. O corpo foi sepultado na terça-feira (10) no Cemitério de Vassouras, RJ.

Fonte: Site do G1

Deixe uma resposta